quinta-feira

Feliz Natal!!!:D

Um Natal mais iluminado do que qualquer outro, com uma Princesa a encher este dia de magia!Podia desejar mais alguma coisa no sapatinho??Claro que não!!!:D
A fotografia faz todo o sentido nesta fase da minha vida! Obrigada por me fazerem ver a vida sempre assim com este brilho!:)

A vocês que estão sempre perto:

"Que nunca caiam as pontes entre nós!"

sábado

Saudades...

Tenho saudades...
Do lenço, do uniforme, do barulho do sino quando tocava às 15h, dos acampamentos com muito sol e muita chuva, das botas molhadas, do peso da mochila em cada caminhada, das aventuras que vivemos, das amizades que com o tempo foram desaparecendo, das pessoas que conheci e que partilhavam os mesmos gostos, das equipas que tive ao longo do caminho, das pessoas que me ensinaram a ver o mundo com olhos de "Homem Novo", das mil conversas à volta da fogueira, de cada pedra da Aldeia Mágica, do barulho do rio, dos sorrisos das Lobitos, do risco de viver, da lealdade e do companheirismo, dos momentos de fraqueza que se transformaram em ensinamentos, da partilha, das noites ao relento, do cansaço em cada subida das montanhas, da felicidade e realização em cada chegada, da competição que me fez crescer e querer sempre mais e melhor, das noites infinitamente longas na conversa sobre tudo e nada, dos raides de sobrevivência que me fizeram ter noção dos meus limites, de partilhar toda uma vida com pessoas que me viram crescer,do carinho de cada abraço nas alturas em que as forças falhavam, do choro em cada mudança de grupo, do adeus a cada chefe que me acompanhou,do pão com marmelada, do cantil com água, dos churrascos, das bolachas alfa,do chá de maçã e canela, do saco cama sempre partilhada em noites frias, do desafio de cada meta a alcançar, dos sitios que conheci, da alegria/tristeza que se sentia na chegada de um acampamento de verão, de tomar banho com a água tão gelada que nos parava o cérebro, das reflexões que hoje me fazem ver a realidade com outros olhos, dos jogos, das músicas,do apito, das formaturas, dos rituais, de escalar em Valongo,das provas de progresso, das insignias, da bandeirola de mérito,das minhas jarreteiras vermelhas...Saudades,muitas saudades do orgulho que sempre senti por pertencer ao melhor Agrupamento do Núcleo Cidade do Porto: 740 Areosa :D
E hoje é sábado...mais um sábado longe de tudo o que me preencheu,longe da alegria que me contagiava, das pessoas que traziam nos olhos a mesma magia de ser Escuteiro!!!E embora nos ensinem que, "uma vez Escuteiro,Escuteiro pra sempre", cá fora, no mundo real, a vida é um bocadinho mais vazia, podem acreditar!
Ás 15h o sino não se vai ouvir aqui, o uniforme continuará guardado e o lenço pendurado na porta do guarda vestidos, para que, quem sabe um dia, o voltar a pôr ao pescoço e sentir novamente a magia de ser Escuteiro!!
Tenho saudades...


"Não fiques na praia
Com o barco amarrado,
E medo do mar.
Tudo aqui é miragem,
Mas na outra margem

Alguém a esperar.

Como onda que morre,
Sozinha na praia,
Não fiques brincando.
No mar confiante,
Ensina o teu canto
De ave voando.

Voa bem mais alto,
Livre sem alforge

Nem prata, nem ouro.
Amando este mundo,
Esta vida que é campo,
E esconde o tesouro.

Ninguém te ensinou
Mas no fundo tu sentes
Asas para voar.
Nem que o céu se tolde,
E as nuvens impeçam.
Tu não vais parar.

Há gente vivendo
Tranquila e contente,
Como eu já vivi.
És águia diferente,
Céu azul cinzento
Foi feito p'ra ti."

sexta-feira

Mil vezes mais...

"Por mais que a vida nos agarre assim
Nos troque planos sem sequer pedir
Sem perguntar a que é que tem direito
Sem lhe importar o que nos faz sentir

Eu sei que ainda somos imortais
Se nos olhamos tão fundo de frente
Se o meu caminho for para onde vais
A encher de luz os meus lugares ausentes

É que eu quero-te tanto
Não saberia não te ter
É que eu quero-te tanto
É sempre mais do que eu te sei dizer
Mil vezes mais do que eu te sei dizer

Por mais que a vida nos agarre assim
Nos dê em troca do que nos roubou
Às vezes fogo e mar, loucura e chão
Ás vezes só a cinza do que sobrou

Eu sei que ainda somos muito mais
Se nos olhamos tão fundo de frente
Se a minha vida for por onde vais
A encher de luz os meus lugares ausentes

É que eu quero-te tanto
Não saberia não te ter
É que eu quero-te tanto
É sempre mais do que eu sei te dizer
Mil vezes mais do que eu te sei dizer"

Mafalda Veiga

É silêncio e barulho, é frio e quente, é ausente e presente, é carinho e negação... E talvez por ser isto tudo e também por ser aquilo que não se descreve, talvez por ser uma constante contradição, eu comece aos poucos, a querer ir mais longe um bocadinho!
Não é seguro como o chão que piso, mas acredito que poderá ser o tapete voador que me levará para longe, onde o céu é sempre azul e o cheiro no ar é a algodão doce!
Imortais - Mafalda Veiga

quinta-feira

Siamesas!


"A noite vem às vezes tão perdida
E quase nada parece bater certo
Há qualquer coisa em nos inquieta e ferida
E tudo que era fundo fica perto

Nem sempre o chão da alma é seguro
Nem sempre o tempo cura qualquer dor
E o sabor a fim do mar que vem do escuro
É tantas vezes o que resta do calor

Se eu fosse a tua pele
Se tu fosses o meu caminho
Se nenhum de nós se sentisse nunca sozinho

Trocamos as palavras mais escondidas
E só a noite arranca sem doer

Seremos cúmplices o resto da vida
Ou talvez só até amanhecer

Fica tão fácil entregar a alma
A quem nos traga um sopro do deserto
Olhar onde a distância nunca acalma
Esperando o que vier de peito aberto

Se eu fosse a tua pele
Se tu fosses o meu caminho
Se nenhum de nós se sentisse nunca sozinho".
Mafalda Veiga


Uma relação que cresce,que ganha forma,que nos apróxima e nos torna cúmplices em pequeninas coisas do dia a dia.
Gosto de ti, acho que gostei logo no 1º dia!Não sei o motivo, até porque não costumo dar importância ás primeiras impressões,mas acho que há alguma coisa que nos liga...Um passado e um presente muito semelhantes, experiências de vida com o mesmo incio e o mesmo fim!Talvez tudo isto,talvez tudo o que está pra vir...
E és o sorriso que me enche a tarde, a animação em dias dificéis, o empurrão em momentos de indecisão!Tens sido estas pequeninas coisas e por isso tens feito a diferença no incio de uma nova etapa da minha vida!!:)
Ontem estive contigo,hoje estou também e amanhã, com toda a certeza, estarei também!:) Senti tudo o que sentiste, o mesmo frio na barriga e a mesma vontade de gritar e de partir pra violência (sei que me entendes), senti tudo o que o tempo já me fez sentir à uns anos atrás!!!Doeu quase da mesma forma,como se as memórias que julguei apagadas,voltassem a assaltar a minha noite e tudo estivesse novamente a acontecer!E tive vontade de te dizer mil coisas,de te fazer acreditar que tudo passa, que não há mal que te chegue e que em noites como a de ontem,há sempre alguém do outro lado para correr conosco pela vida fora!Comigo sempre foi assim...
Acredito que não há ressentimento que não acabe por passar,vais ver como tenho razão!:)
Gosto de ti Siamesa!:)


Cumplices - Mafalda Veiga

quarta-feira

Parabéns!

"Levantas o teu corpo cansado do chão
Afasta esse peso que te esmaga o coração
Abres uma janela e pergunta-te quem és
Respiras mais fundo e enfrentas o mundo de pé
Eu venho de tão longe e procuro há mil anos por ti
Estendo a minha mão até te sentir
Não sabemos nada do que somos nós
Mas sabemos tanto do que muda por não estarmos sós

Abraça-me bem

Levantas os teus olhos para me olhar assim
Procuras cá dentro onde me escondi
E eu tenho medo, confesso, de dar
O mundo onde guardo tudo o que mais quis salvar
Tu dizes que não há outra forma de ficarmos perto
Não há como saber se o caminho é o certo
Só pode voar quem arriscar cair
Só se pode dar quem arriscar sentir

Abraça-me bem "
Mafalda Veiga


Parabéns!:)
Hoje,é a minha vez de te abraçar, com a força e o carinho que não pensei abraçar um dia, com o desejo imenso de que pelo menos o abraço fique guardado num sitio onde não te esqueças!
Hoje,encho-me daquilo que já não me lembrava de sentir e perco-me em pensamentos com a vontade de que hoje tudo seja especial!
Hoje,sinto o desejo de arriscar sentir, de me deixar voar com as asas que nunca julguei ter!
E hoje,percebo que talvez tudo faça sentido...Quem sabe?!
Obrigada por teres acordado em mim,um bichinho que julguei ter perdido!
Parabéns caramelo!!!:D
Abraço-te bem,com toda a certeza!

Abraca-me Bem - Mafalda Veiga

quinta-feira

Estou...

"Não consigo dominar
Este estado de ansiedade
A pressa de chegar
P'ra não chegar tarde
Não sei de que é que eu fujo
Será desta solidão
Mas porque é que eu recuso
Quem quer dar-me a mão
Vou continuar a procurar a quem eu me quero dar
Porque até aqui eu só
Quero quem
Quem eu nunca vi
Porque eu só quero quem
Quem não conheci
Porque eu só quero quem
Quem eu nunca vi
Porque eu só quero quem
Quem não conheci
Porque eu só quero quem
Quem eu nunca vi
Esta insatisfação
Não consigo compreender
Sempre esta sensação
Que estou a perder
Tenho pressa de sair
Quero sentir ao chegar
Vontade de partir
P'ra outro lugar
Vou continuar a procurar o meu mundo, o meu lugar
Porque até aqui eu só
Estou bem
Aonde não estou
Porque eu só estou bem
Aonde eu não vou
Porque eu só estou bem
Aonde não estou
Porque eu só estou bem
Aonde eu não vou
Porque eu só estou bem
Aonde não estou"
António Variações


Estou bem na minha cama,com a minha botija...Com a minha música, os meus 500 trabalhos pra entregar, a pressão de um semestre...Estou bem comigo porque pouca coisa me abala as estruturas!:) e nem tu, que me mexes com o sistema nervoso, e que cada dia mais, me fazes acreditar que a perfeição não está ao alcance de ninguém,muito menos ao teu...nem mesmo tu que não me ouves nem me acalmas,me consegues tirar o sorriso e a vontade de seguir o meu caminho que ao que vejo,ainda tem muitoooooooo pra me dar!!!:)
Estou bem!!!Mesmo que não se perceba só com um olhar!;)

sábado

Porquê?Não sei...

Pela 1ª vez senti vontade de escrever para ti... Porquê?Não sei!
Tinha saudades do conforto de um abraço,talvez por isso tenha valorizado tanto aquele curto espaço de tempo,em que o frio não me fez tremer e as minhas costas ficaram mais quentes um bocadinho!
Tinha saudades tuas,do mau feitio e dos amuos que ninguém entende!Tinha saudades do cheirinho que fica quando acabas de me dizer "Olá"!Tinha saudades do olhar e do sorriso no canto da boca!
E fui...fui porque te queria ver e acabar com estas saudades todas!Cansada,com o corpo a pedir descanso e a cabeça a pedir silêncio!Tudo o que aquela noite não me oferecia!!!Em compensação,matei as tais saudades no meio de um mar de sardinhas em lata!!!
Agora,queria ter frio novamente,queria aquela confusão e aquele barulho,queria o abraço,o perfume e o olhar...
Hoje...a ausência já se volta a sentir e a vontade de ter saudades e de as aniquilar de uma vez por todas ocupa-me o pensamento por instantes!
Saudades desse beijo venenoso...Porquê?Não sei.........
"There's still a little bit of your taste in my mouth
There's still a little bit of you laced with my doubt
It's still a little hard to say what's going on
There's still a little bit of your ghost your witness
There's still a little piece of your face i haven't kissed
You step a little closer each day
Still i can't see what's going on
(...)
There's still a little bit of your song in my ear
There's still a little bit of your words i long to hear
You step a little closer to me
So close that i can't see what's going on..."
cannonball (live at the union - Damien Rice

segunda-feira

Espalhem a noticiaaaaaaaaaaa!!!:D

"Espalhem a notícia
do mistério da delícia
desse ventre
Espalhem a notícia
do que é quente
e se parece
com o que é firme e com o que é vago
esse ventre que eu afago
que eu bebia de um só trago
se pudesse
Divulguem o encanto
o ventre de que canto
que hoje toco
a pele onde à tardinha desemboco
tão cansado esse ventre vagabundo
que foi rente e foi fecundo
que eu bebia até ao fundo
saciado
Eu fui ao fim do mundo
eu vou ao fundo de mim
vou ao fundo do mar
vou ao fundo do mar
no corpo de uma mulher
vou ao fundo do mar
no corpo de uma mulher
A terra tremeu ontem
não mais do que anteontem
pressenti-o
O ventre de que falo como um rio
transbordou
e o tremor que anunciava
era fogo e era lava
era a terra que abalava
no que sou
Depois de entre os escombros
ergueram-se dois ombros
num murmúrio e o sol, como é costume, foi um augúrio
de bonança
sãos e salvos, felizmente
e como o riso vem ao ventre
assim veio de repente uma criança
Eu fui ao fim do mundo
eu vou ao fundo de mim
vou ao fundo do mar
vou ao fundo do mar
no corpo de uma mulher
vou ao fundo do mar
no corpo de uma mulher
Falei-vos desse ventre
quem quiser que acrescente
da sua lavra
que a bom entendedor meia palavra
basta, é só
adivinhar o que há mais
os segredos dos locais
que no fundo são iguais
em todos nós
Eu fui ao fim do mundo
eu vou ao fundo do mim
vou ao fundo do mar
vou ao fundo do mar
no corpo de uma mulher
vou ao fundo do mar
no corpo de uma mulher"
Sérgio Godinho


Chegou a Princesa Maria Leonor!:D
Nasceu no dia 9 de Outubro ás 16:53 com 3.750kg e 51cm!
A mãe está bem, o pai babado, a familia em euforia!
Resumindo: O Mundo está agora ainda mais bonito e a nossa vida mais completa e colorida!
Posso garantir que a nossa Maria Leonor é LINDAAAAAAA!!!:D
Espalhem a noticia - Clã e Sérgio Godinho

terça-feira

Fez sol lá fora!

"Agora o tempo já passou
A tempestade enfim acabou
E a rua já secou
Fez sol lá fora
Aquela insónia já curei
Do mau humor já melhorei
E até me acostumei com a sua falta
É e vai ser sempre assim
Se for amor,
Esse amor dói de mais se chega ao fim
Não tem remédio mesmo
Eu quis você pra ficar
Eu quis sumir,te esquecer
Quis morrer,quis te ligar
Eu não queria
Mas já levo a vida sem você
Hoje foi bom te encontrar
O tempo passou,como está?
Dificil foi
Mas tudo bem
Eu também tô sem ninguém
E só me restou o ciúme
Não sei se por medo ou costume
Seja feliz
Fica com Deus
Se der saudade me liga
Adeus..."
Sorriso Maroto
Em cada passo que dou, por cada etapa que começa, com todos os desejos de continuidade, por mais que o tempo passe, por maior que seja a ausência, em cada olhar mais vazio, em cada palavra dita sem sentido...
Fomos...Não seremos mais, mas hoje adoro saber que, um dia FOMOS!:)

segunda-feira

Boa sorte!

"É só isso
Não tem mais jeito
Acabou, boa sorte
Não tenho o que dizer
São só palavras
E o que eu sinto
Não mudará
Tudo o que quer me dar
É demais
É pesado
Não há paz
Tudo o que quer de mim
Irreais
Expectativas
Desleais

Mesmo se segure
Quero que se cure
Dessa pessoa
Que o aconselha
Há um desencontro
Veja por esse ponto
Há tantas pessoas especiais
Now we're falling
Falling, falling into the night
Into the night
Falling, falling, falling
Falling into the night

Um bom encontro é de dois..."
Vanessa da Mata e Ben Harper

Acho que chegou aquele momento...chegou mesmo a altura em que o frio na barriga incomoda e a ausência,ainda que consentida, faz com que não me sinta plenamente confortável!
Tivemos o nosso tempo,marcamos a diferença numa relação que na nossa cabeça sempre foi valorizada de formas diferentes,mas que sempre nos deixou próximos em noites dificeis e em dias de sol.
Acredito que isto é o melhor, que estaremos bem nas nossas vidas, que vou querer estar sempre suficientemente próxima para aplaudir os teus sucessos, que vou estar sempre perto quando precisares de descarregar as chatices de um dia mais complicado...Os amigos têm-se assim!E se há coisa que nunca vou ter duvidas é que somos amigos,amigos mesmo...bons e presentes na vida um do outro!Não preciso de mais,não desejo mais!:)
Gosto do que vejo,gosto da certeza que sinto quando penso que agora vai ser diferente,que tens tudo na mão,que vais ser capaz de marcar novamente pela diferença!
Para a frente é o caminho,o teu e o meu!!
Gostei da despedida discreta e silenciosa que tivemos,foi o ponto de partida para tudo o que agora existe!
Obrigada por estares ai hoje e por me fazeres acreditar que vais estar ai todos os dias!
Sabes que te desejo o melhor!
Boa sorte sapo azul!:) Boa sorte/ Good Luck - Vanessa da Mata & Ben Harper

terça-feira

Despertar...

"Hoy yo te encontré en una casa vieja
Tu ya te marchabas a otro lugar
No llevabas nada más que el mundo entero
Y todos los otros que vas a encontrar
Es como una história que viaja en ti
Es como un camino que se pierde
A veces despertar en una casa
Sin conocer
Ni sombras ni paredes
Y empezar de nuevo otro camino
Con eso que nadie nos puede robar
Eso que renace en el destino
Y que casi nunca sabemos nombrar
Es como una historia que viaja en ti
Los sueños que llenan cada hueco
Querer despertar en una casa
Donde se conocen todos los secretos
Hoy yo te encontré al final del dia
Respirando cielo y horizonte
Esperabas ver la primera estrella
Para decidir cual es su nombre
Y seguir la historia que viaja en ti
Los sueños que te guían cada paso
A veces despertar en una casa
Es como despertar en un abrazo"
Mafalda veiga

Sinto falta daquela paz,do céu que aqui não é igual,do barulho do rio quando corre mais rápido,do frio daquela água que nos impede de pensar.Tenho saudades do que lá vivi!
Os meus olhos não chegam para ver tudo o que aquela aldeia me mostra!Preciso de lá voltar...
Coragem?Determinação?Se tiver isto tudo e conseguir chegar lá,passas a acreditar que o tempo traz a mudança e o crescimento pessoal?:)

quarta-feira

Lembranças da chuva em dias de sol...

"As coisas vulgares que há na vida
Não deixam saudades
Só as lembranças que doem
Ou fazem sorrir
Há gente que fica na históriada história da gente
e outras de quem nem o nome
lembramos ouvir
São emoções que dão vida
à saudade que trago
Aquelas que tive contigo
e acabei por perder
Há dias que marcam a alma
e a vida da gente
e aquele em que tu me deixaste
não posso esquecer
A chuva molhava-me o rosto
Gelado e cansado
As ruas que a cidade tinha
Já eu percorrera
Ai... meu choro de moça perdida
gritava à cidade
que o fogo do amor sob chuva
há instantes morrera
A chuva ouviu e calou
meu segredo à cidade
E eis que ela bate no vidro
Trazendo a saudade"
Mariza

Saudades de quem ainda vive,de quem ainda habita,de quem nunca deixará de estar em mim!Saudades de um cheiro, de um timbre, de um toque que mais ninguém tem!Saudades de um mundo ao qual já não pertenço, de uma vida que já não se partilha, de gostos que deixaram de ser semelhantes...Saudades do frio na barriga, das palavras caladas, dos olhares encharcados de vontade, dos braços enormes onde me apertavas como demonstração de afecto!
Hoje recordo o sitio, a dorzinha silenciosa da perda, a vontade de me agarrar e não te deixar ir...Mas tenho um coração e não uma gaiola,por isso desejei-te sempre bons vôos!:)
Gravei na minha memória aquela noite, em que estas mulheres assistiram de perto à despedida que ainda hoje me aperta o peito!Ainda te lembras?
Um beijo...

sexta-feira

Mudança...

"Muda de vida se tu não vives satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida, se a vida em ti a latejar

Ver-te sorrir eu nunca te vi
E a cantar, eu nunca te ouvi
Será te ti ou pensas que tens... que ser assim

Ver-te sorrir eu nunca te vi
E a cantar, eu nunca te ouvi
Será te ti ou pensas que tens... que ser assim

Olha que a vida não, não é nem deve ser
Como um castigo que tu terás que viver

Muda de vida se tu não vives satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida, se a vida em ti a latejar"
Humanos

Corro atrás da vida, porque ela decidiu acelerar o passo!E não me canso...recupero o folego com cada noticia boa e deixo-me ir... :)
Sei que TE tenho perto, sei que VOS tenho perto!E não há que ter medo de mudar, quando a certeza de que existe um porto seguro é tão evidente. :)
Obrigada!

Senti!!:D

"Querida pequenina
És o sol
Que me fascina
Tens a luz
Que me ilumina
Onde estás?
Passa tempo passa
Cai fundo
No esquecimento
Não oiças
O meu lamento
Onde estás?
Onde estás?"
Xutos e Pontapés

Eu senti que tavas na barriguinha!!:) Que sensação de presença tão boa e tão estranha ao mesmo tempo!Nunca tinha sentido um bebé a mexer na barriga da mama!Parece que todas as pessoas à volta sentiram também!
Uma fragilidade incrivel,umas perninhas e uns bracinhos ali de um lado pro outro!Mexias o corpinho como se quisesses arranjar posição para dormir nesse mundinho tão seguro e tão perfeito!E nós deste lado,a desejar que todos os dias dês mais um arzinho da tua graça e nos enchas os dias de momentos assim tão bons!:) Que vontade de te conhecer minha pequenina linda, de pegar em ti, encher-te de mimos e mostrar-te este lado do mundo que também tem tanta coisa bonita para te oferecer!:)
Como gosto de ti Leonor... :D

segunda-feira

Mudaram as estações...


"Mudaram as estações
Nada mudou
Eu sei que
Alguma coisa aconteceu
Está tudo assimTão diferente...
Se lembra quando a gente
Chegou um dia a acreditar
Que tudo era prá sempre

Sem saber
Que o prá sempre
Sempre acaba...
Mas nada vai
Conseguir mudar
O que ficou
Quando eu penso em alguém
Só penso em você
E aí, então, estamos bem...
Mesmo com tantos motivos
Prá deixar tudo como está
Nem desistir,nem tentar
Agora tanto faz
Estamos indo
De volta prá casa..."
Vanessa da Mata

Passou algum tempo, o suficiente para nos conhecermos melhor, não passou nem devagar nem depressa,passou no ritmo certo.
Houve tempo para tudo...Para ausências curtas, próximidades espaçadas,noites de puro afecto e cumplicidade,dias nunca vazios por saber que estás sempre desse lado...houve tempo para as conversas mais parvas e para a partilha de problemas mais complicados...para a troca de olhares cheios de desejo e para dias em que não nos podiamos ver nem cobertos de ouro...para abraços fechados e conchas humanas e para alturas em que só de ouvir o teu nome me incomodava...houve tempo para fazer planos a curto prazo e tempo para apagar tudo como uma história escrita no pó da mobilia...para pensar em nós como NÓS e para desejar esquecer-te como pessoa no singular...houve tempo em que nos escondiamos do mundo e tempo em que só alguns sabiam de nós...E houve,como em todos os momentos em que o arco-íris aparece, um sorriso rasgado do inicio e um semblante tristonho quando ele vai embora levado pela chuva!
Resistimos a tudo isto, às investidas do meu mau feitio e à indiferença com que tratas as coisas ligadas aos sentimentos.A dias de chuva e a dias de muito sol!Por isso não posso deixar de acreditar que estás ai (mesmo quando procuro e não encontro), que vais estar sempre que precisar.E sabes porquê?Porque só resistimos a isto tudo graças à amizade que nunca se perdeu!:D
Tudo mudou e eu sabia que ia mudar...Mas não fico triste com a mudança!Hoje, já de cabeça fria, percebo que era impossivel as coisas não serem assim.
Mas é bom saber que de vez em quando sou um anjo (sem asas,mas com 4 rodas), sabe bem perceber que não te sou indiferente e que sabes que podes contar comigo,da mesma forma que eu também tenho a certeza que vou poder contar sempre contigo!

E hoje não quero mais nada a não ser esta certeza boa de que sou a Anocas de quem te despedes quando "estamos indo de volta pra casa...";)
Será que me percebes,mesmo sendo tu um sapo despreendido de afectos?Eu acredito que,no fundinho, me percebes!:) Por isso deixo a imagem,como uma combinação perfeita entre a cor e o objecto,para que me entendas ainda melhor!
"E mesmo apesar do tempo eu hei-de ver...que tudo fica BLUE!" ;D


A noite do balão!

Quero-me deixar levar pela confusão, levantar a cabeça pra respirar, perder-me na cidade que nos abre as portas e nos convida a festejar com ela, partilhar sorrisos, distribuir marteladas, sentir o cheiro das sardinhas e do caldo verde... Quero andar até sentir o peso das sapatilhas e perder as forças nas pernas, tirar 500 fotografias para registar o momento, RIR muito e guardar tudo num cantinho da memória!:)
Quero chegar a casa com a certeza de que noites como esta me enriquecem o espirito e me levam cada vez mais para longe da tempestade.
No céu não vão faltar balões lindos e iluminados, e eu vou pedir ao S.João que te leve num deles! Podes acreditar, a Lua vista de perto numa noite de S.João é bem mais bonita e misteriosa do que nas outras noites...Deixa-te levar pelo feitiço e não precisas de voltar para me contares como foi! Fica por lá...
E se nos encontrarmos no meio de tanta gente, vou acreditar que existem coincidências, mas que não passa disso mesmo: coincidências!

quinta-feira

Cumplicidade! Percebes?

"Tocas no rosto enquanto o ar não sai
Inspiro sem medo do acto que vem
Envolvo os pés como mãos
Do toque nasce a nossa ilusão
Desenhas os risos de um novo medo
Que o peito demonstra sem qualquer sossego
Faz tempo que a culpa se foi
Ficámos de pensar só depois
Do erro.
Já pouco nos resta fechar os olhos
Escondemos actos sem qualquer receio ou angustia
Que nos prende a vontade de sentir
O corpo com prazer
Rasgas-me a roupa sem qualquer pudor
Enquanto buscas o ar pela boca
Passeias o teu cheiro no meu corpo
Por entre os braços misturo tudo
Após o prazer ficaremos mudos
Sem saber
Se é por uma noite
Grito teu nome sem saber
Como será o amanhã
Foi um sonho real

Por uma noite".



Continuamos resguardados do mundo, sem qualquer medo que nos impeça de sentir, viver, aproveitar e partilhar.
E como somos aquilo que os outros NUNCA vão conseguir perceber, como és o azul do meu arco-iris, para que nada disto se perca e se quebre um dia: "Após o prazer ficaremos mudos".

segunda-feira

Sol!

"Pra quê falar
Se você não quer me ouvir?
Fugir agora não resolve nada
Mas não vou chorar
Se você quiser partir
Às vezes a distância ajuda
E essa tempestade um dia vai acabar
Só quero te lembrar
De quando a gente andava nas estrelas
Nas horas lindas que passamos juntos
A gente só queria amar e amar e hoje eu tenho certeza A nossa história não termina agora
Pois essa tempestade um dia vai acabar
Quando a chuva passar
Quando o tempo abrir
Abra a janela e veja eu sou o sol
Eu sou céu e mar
Eu sou céu e fim
E o meu amor é imensidão
Só quero te lembrar
De quando a gente andava nas estrelas
Nas horas lindas que passamos juntos
A gente só queria amar e amar
E hoje eu tenho certeza
A nossa história não termina agora
Pois essa tempestade um dia vai acabar."


Chegaram os dias de sol, as músicas de verão, o suor dos dias de praia, as esplanadas cheias de gente, os pratinhos de tremoços e as loirinhas a acompanhar, a vontade de ficar na rua até mais tarde, de passear com os pés na água do mar, de tomar muitos banhos no mesmo dia, de vestir o tão desejado top e mostrar as estrelas que se esconderam durante o inverno, de partilhar momentos e aventuras com as amigas de sempre, chegou a vontade de aproveitar as festas no Forte, de rir rir rir rir muito! :)
O verão deixa-nos sempre mais felizes, mesmo quando ainda sentimos o estremecer dos relâmpagos provocados por uma tempestade que um dia alguém trouxe.
Tinha de deixar esta música, fechar a página do inverno com o som que tantas vezes me aquece por saber que pelo menos temos um gosto em comum. E tal como diz a letra, eu não vou chorar se quiseres partir, porque sei que já foste de vez e que o verão CHEGOU!!!!:D Mas podes ter toda a certeza...a nossa história não termina este verão, fazemos uma longa pausa para que cada um aproveite à sua maneira os dias lindos de sol que estão ai a chegar! ;)

quarta-feira

We had our time.

"Batem relógios no raiar dos dias,
Por cada batida novas fantasias.
Loucas palavras, luzes cor de mel,
Ventos que trazem nuvens de papel.
Diz-me o que hei-de eu fazer,
Sinto no tempo o meu tempo a morrer.
Quanto mais longe mais perto de ti.
Vozes ao longe chamam por mim,
Cantigas, magia, passos de arlequim.
Estrelas cadentes na palma da mão,
Milagres, duendes, rasgos de paixão.
Diz-me o que hei-de eu fazer,
Sinto no tempo o meu tempo a morrer.
Quanto mais longe mais perto de ti.
Ouço os segredos do fundo do mar,
Barcos perdidos, sereias a cantar.
Trago o teu nome escrito no peito,
Volta para mim, faz teu o meu leito.
Diz-me o que hei-de eu fazer,
Sinto no tempo o meu tempo a morrer.
Quanto mais longe mais perto de ti.
mais perto de ti
mais perto de ti
mais perto de ti..."
Pedro Abrunhosa


Não há orgulho que dure a vida inteira, não há whisky que não liberte a mente nem sono que se sobreponha ao desejo fisico. E eu sabia que um dia, por mais tardio que fosse, o tempo iria retroceder.
Fui estranha num corpo conhecido, fria num abraço quente, perto numa cabeça muito longe, entregue a um momento que desejei vezes sem conta,nos dias em que esse silêncio que fazias me rasgava a pele.
O que é que ficou? A certeza de que a vida é feita de breves instantes, de pessoas e de acções. A certeza de que, REPETIR NUNCA É REPETIR, porque nunca nada será como um dia foi.
Desejei que tudo fosse assim, a marca de uma última noite (talvez), onde os corpos se uniram, onde os pensamentos se perderam, a respiração nunca foi constante, os beijos foram quentes e os abraços apertados. Desejei não perder este jogo, e fechei aquela porta com a certeza de que agora, estamos em pé de igualdade. EU QUIS ASSIM.
Foi troca por troca, tempo por tempo, desejo por desejo, afecto por afecto. Se queria mais? Hummmmm, acho que não!Percebi que realmente são poucos os pontos finais na minha vida e que, nesta história ficou só mais uma virgula,e algumas reticências...

terça-feira

Coisas que eu sei!

"Eu quero ficar perto
De tudo que acho certo
Até o dia em que eu
Mudar de opinião
A minha experiência
Meu pacto com a ciência
Meu conhecimento
É minha distração...
Coisas que eu sei
Eu adivinho
Sem ninguém ter me contado
Coisas que eu sei
O meu rádio relógio
Mostra o tempo errado
Aperte o Play...
Eu gosto do meu quarto
Do meu desarrumado
Ninguém sabe mexer
Na minha confusão
É o meu ponto de vista
Não aceito turistas
Meu mundo tá fechado
Pra visitação...
Coisas que eu sei
O medo mora perto
Das idéias loucas
Coisas que eu sei
Se eu for eu vou assim
Não vou trocar de roupa
É minha lei...
Eu corto os meus dobrados
Acerto os meus pecados
Ninguém pergunta mais
Depois que eu já paguei
Eu vejo o filme em pausas
Eu imagino casas
Depois eu já nem lembro
Do que eu desenhei...
Coisas que eu sei
Não guardo mais agendas
No meu celular
Coisas que eu sei
Eu compro aparelhos
Que eu não sei usar
Eu já comprei...
As vezes dá preguiça
Na areia movediça
Quanto mais eu mexo
Mais afundo em mim
Eu moro num cenário
Do lado imaginário
Eu entro e saio sempre
Quando tô a fim...
Coisas que eu sei
As noites ficam claras
No raiar do dia
Coisas que eu sei
São coisas que antes
Eu somente não sabia...
Coisas que eu sei
As noites ficam claras
No raiar do dia
Coisas que eu sei
São coisas que antes
Eu somente não sabia...
Agora eu sei..."

Sei que estou bem, muito bem!!!:)



sexta-feira

Ponto FINAL.

"Nunca
Nem que o mundo caia sobre mim
Nem se Deus mandar nem mesmo assim
As pazes contigo eu farei
Nunca
Quando a gente perde a ilusão
Deve sepultar o coração
Como eu sepultei
Saudade
Diga à esse moço por favor
Como foi sincero o meu amor
O quanto eu adorei tempos atrás
Saudade
Não esqueça também de dizer
Que é você quem me faz adormecer
Pra que eu viva em paz."
Marisa Monte


Tudo termina com pontuação, quando não sabemos alguma coisa interrogamos, quando nos sentimos felizes ou irritados exclamamos, quando achamos que as coisas têm continuidade deixamos as reticências, e utilizamos o ponto final quando sabemos que a história termina naquela linha.
Acho que não tenho porque permanecer, nunca nada foi tão vazio como agora, nunca me senti tão igual a mim mesma e tão parecida como resto do mundo. E é muito mau quando não nos sentimos diferentes ou especiais!
Ensinaram-me muitas técnicas de esquecimento, consegui utilizar algumas e mesmo assim sentia a mesma coisa, caia sempre na mesma vontade de não querer desaparecer. E as saudades do que tive foram sempre crescendo...
Ontem percebi que sou muito mais do que tudo o que podes imaginar, que sou muito mais do que 4 voltas ao mesmo sitio, mais do que uma centena de mensagens carinhosas e repetidas, mais do que uma tentativa de abraço, de um sopro ao ouvido, mais do que uma tentativa de cumplicidade que não voltará a existir, mais do que uma amiga de sete cores que sempre esteve presente e que agora por amor próprio se vai ausentar definitivamente.
Todos nós nos enganamos milhares de vezes, batemos com a cabeça na parede e não sentimos a dor da panca, sorrimos quando a nossa vontade de chorar é quase superior a nós mesmos, quantas vezes não nos tentamos passar por aquilo que não somos, só para que alguém goste mais de nós... Quantas e quantas vezes eu não desejei ter-te perto,não para me abraçares mas para eu te abraçar... Mas um dia tudo acaba e percebemos que poucas pessoas e poucas coisas são mais importantes do que nós mesmos.
Já não consigo desejar-te o melhor, não consigo ter saudades do perfume, não consigo imaginar-te a menos de 2 metros de mim. :( E não imaginas como me magoa esta raiva toda, mas da mesma forma que não se controla a ilusão, também não se controla o tamanho da desilusão Por tudo isto, hoje podes ter toda a certeza que fui embora de vez.
Adeus.

quarta-feira

Será agora?

"Confesso acordei achando tudo indiferente
Verdade acabei sentindo cada dia igual
Quem sabe isso passa sendo eu tão inconstante
Quem sabe o amor tenha chegado ao final
Não vou dizer que tudo é banalidade
Ainda há surpresas mas eu sempre quero mais
É mesmo exagero ou vaidade
Eu não te dou sossego, eu não me deixo em paz
Não vou pedir a porta aberta é como olhar pra trás
Não vou mentir nem tudo que falei eu sou capaz
Não vou roubar teu tempo eu já roubei demais
Tanta coisa foi acumulando em nossa vida
Eu fui sentindo falta de um vão pra me esconder
Aos poucos fui ficando mesmo sem saida
Perder o vazio é empobrecer
Não vou querer ser o dono da verdade
Também tenho saudade mas já são quatro e tal
Talvez eu passe um tempo longe da cidade
Quem sabe eu volte cedo ou não volte mais
Não vou pedir a porta aberta é como olhar pra trás
Não vou mentir nem tudo que falei eu sou capaz
Não vou roubar teu tempo eu já roubei demais
Não vou querer ser o dono da verdade
Também tenho saudade mas já são quatro e tal
Talvez eu passe um tempo longe da cidade
Quem sabe eu volte cedo ou nao volte mais"


Fechei todas as portas,para não ter a tentação de olhar para trás e desejar o retorno.Segui a estrelinha para longe,para muito longe, onde espero não encontrar sapos, principes ou coisa alguma...Onde quero ficar em paz comigo e SÓ comigo.Foi engraçado,durou pouco, não compensou e como quase tudo o que é bom, também acabou!Fica a vontade de continuar a fazer caminho,de dar e receber, de quem sabe um dia mais tarde, mostrar que realmente não fui que perdi nada,mas outro alguém que perdeu alguma coisa.

segunda-feira

Finalmente!!!

4 de Março de 2008
"Porque é que nos privavamos do amor carnal, se ambos ardiamos de desejo sempre que nos cruzavamos? Porque tu querias.
Porque é que o silêncio se erguia entre nós, como um muro impossivel de escalar? Porque tu querias.
A vontade individual de cada ser humano, pode e deve estar acima de tudo. Tens o direito de querer tudo e de fazer tudo o que queres, e eu tenho o direito de me querer despedir de ti.
Hoje foste tu quem abriu a porto, e depois fechámo-la juntos. Despedimo-nos assim,com a leveza do toque, o calor do corpo, a cumplicidade dos beijos e dos abraços.Valeu a pena tudo o que vivemos juntos, valeu a pena conhecer um pássaro com asas gigantes.
E não conseguia imaginar outro adeus que não fosse este, AQUILO QUE SEMPRE NOS UNIU.
Deixei de ser a tua Puku, e eu hoje, também aprendi a voar." Ana Dinis Oliveira
Foi neste dia que nos despedimos e nos guardamos como amigos para a vida. :)
Ficou muito de ti em mim, ficou uma enorme marca da tua passagem, um mistura de sentimentos que ainda hoje não se explicam, sentem-se!
Foste umas das melhores pessoas que conheci, um amigo de coração grande, um exemplo para muitos, amado por uns e mal amado por outros. Tens uma força e uma vontade de viver contagiante, uma energia e uma alegria invejável, um sorriso único e um amor próprio inigualável!
Conheci-te faz um tempão, partilhamos actividades únicas, experiências espectaculares, vivemos momentos realmente importantes e felizes perto um do outro, como amigos e como duas pessoas que se gostavam muito!
Acompanhei de perto muitas etapas, fui especial durante muito tempo, cresci contigo, conheci uma nova forma de se gostar, mais curta mas muito intensa! Chorei imensas vezes, dormi mal muitas noites, procurei por ti quando batias asas e cruzavas o teu céu, gelava por saber que podias nunca mais voltar (mas ias voltando sempre)... Mas também me lembro das coisas boas, das gargalhadas que dava quando estavas comigo (que nunca mais foram iguais), das trenguices que só tu fazias, das nassas que só aturava por seres tu, do carinho com que sempre me tratavas. Lembro-me que quando estavas, estavas de corpo e alma, mas que quando ias levavas tudo como um vendaval. Acho que por isto tudo, nunca ninguém me ocupou tanto a cabeça e o coração! Davas trabalho, estimulavas-me os sentidos, ensinavas-me a viver cada dia como se fosse o último.
Obrigada por me teres ensinado que aquilo que é fácil perde rápido o sabor, obrigada por me teres feito crescer, por estares ai ainda hoje, a ouvir, a apoiar, a empurrar, por seres o mesmo amigo de coração grande.Obrigada pássaro por me teres mostrado o céu e me teres ajudado a voar!
Tens o teu espaço num sitio especial!
Puku
"Eu vou guardar
cada lugar teu
ancorado em cada lugar meu
e hoje apenas isso me faz acreditar
que eu vou chegar contigo
onde só chega quem não tem medo de naufragar
Mesmo que a vida mude os nossos sentidos
E o mundo nos leve pra longe de nós
E que um dia o tempo pareça perdido
E tudo se desfaça num gesto só."

O céu é o limite!

A nossa vida é cheia de dias chuvosos e solarengos...Já vivemos juntas imensos dias assim,com muita chuva, pouco conforto fisico, pés molhados,o cabelo a pingar, o tremilicar das pernas e o frio que nos gelava tudo menos a alma e o sorriso!
Vivemos juntas dias de sol! E como eram bons esses dias... :) Aqueciamos e torravamos o corpo, mostravamos aquilo que o inverno esconde sempre, partilhavamos o protector, bebiamos pela mesma garrafa, não pensavamos se a roupa combinava ou se estava tudo virado do avesso!
Partilhamos momentos únicos na vida uma da outra, deixamos que o escutismo nos fosse unindo cada dia mais e hoje tivemos a certeza de que não há distância que nos mate.
Estive contigo em mais uma estapa! Ajudei-te,como te vou ajudar sempre que precisares de mim...
Posso-te dizer que não vai ser tudo fácil, que vais ter dias terriveis, que a solidão e as saudades vão apertar, mas podes acreditar que tudo isso compensa a mudança! Vais crescer, vais perceber coisas que até hoje te passavam ao lado, vais querer viver muito mais por ti e para ti! A independência traz coisas boas e menos boas, mas normalmente ajuda-nos a conhecer as nossas fraquezas e limitações.
Eu vou estar aqui todos os dias, vou ser presença assidua na nova residência, vou levar uns cortinados decentes pro teu quarto, umas fotos pra animar aquelas paredes, aconchegar-te essas asas quando tiveres medo de voar!!:)
Sabes que estou sempre aqui...
O céu é o limite, e eu sei que vais chegar lá!!
Acredito em ti, minha foca!!! :)
"Quando acordares olha por mim,
E em silêncio beija-me assim,
Conta-me como é acreditar,
Mostra-me o mundo p’r’além do olhar.

Vozes no mar que se escondem
Com vergonha de te ver, talvez...
Passo a vida sem acreditar,
Na corda bamba a vacilar.

Ergue-te ao Sol,
Vive cada dia como um só,
Solta a tua voz,
Vem comigo acreditar.

E ao acordar vejo-te a olhar,
Para o fim do céu, lá junto ao mar,
Contigo ri-me e encontrei
As palavras certas para ser alguém.


E assim vivi, acreditei,
Nadei no Sol e no mar voei,
Bastou ter fé e acreditar,
E passo a passo, viver, amar."

sábado

Fechada a sete chaves!

"Eu quero ficar perto
De tudo o que acho certo
Até o dia em que eu mudar de opinião
A minha experiência
Meu pacto com a ciência
Meu conhecimento é minha distração
Coisas que eu sei
Eu adivinho sem ninguém ter me contado
Coisas que eu sei
O meu rádio relógio mostra o tempo errado
Aperte o play
Eu gosto do meu quarto
Do meu desarrumado
Ninguém sabe mexer na minha confusão
É o meu ponto de vista
Não aceito turistas
Meu mundo tá fechado pra visitação

Coisas que eu sei
O medo mora perto das idéias loucas
Coisas que eu sei
Se eu for eu vou assim não vou trocar de roupa
É minha Lei
Eu corto os meus dobrados
Acerto os meus pecados
Ninguém pergunta mais depois que eu já paguei
Eu vejo filme em pausas
Eu imagino casas
Depois eu já nem lembro do que eu desenhei
Coisas que eu sei
não guardo mais agendas no meu celular
Coisas que eu sei
Eu compro aparelhos que eu não sei usar
Eu já comprei
Ás vezes dá preguiça
Na areia movediça
Quanto mais eu mexo mais afundo em mim
Eu moro num cenário
Do lado imaginário
Eu entro e saio sempre quando tô afim
Coisas que eu sei
As noites ficam claras no raiar do dia
Coisas que eu sei
São coisas que antes eu somente não sabia
Coisas que eu sei
As noites ficam claras no raiar do dia
Coisas que eu sei
São coisas que antes eu somente não sabia
Agora eu sei"


E sei que foi melhor assim, que não há despedidas para quem nunca esteve envolvido, que seguimos estrelas diferentes e que por isso mesmo nada é melhor do que este silêncio que vou ouvindo.
Sei que nunca vamos voltar a ser a mesma coisa, e acho que não fico triste por saber disso...Porque custa mais pensar que, nunca nada fez sentido!
Sei que estou segura aqui sozinha, que não há fantasmas, que tudo desapareceu.
Sei que o teu orgulho é grande, mas que não faz qualquer sentido! Eu é que devia ter esse mega orgulho e fechar-te a porta da minha vida na cara. Mas não sou assim...Quero-te minimamente perto para assistires aos meus sucessos!
Sei que ficou uma cicatriz, que tiveste a capacidade estupida de me marcar...E eu que achava ter tudo tão controlado...
Mas também sei que fechei esta porta a chave,e abri um portão enorme para uma vida sem esquemas e sem meios termos!
Chega de turistas e de visitas em dias de sol!
Eu existo todos os dias,sejam eles solarengos ou chuvosos,sabias?